Comunicação

ANJ - Congresso Brasileiro de Jornais

Maven Inventing presente no 10° CBJ da ANJA Maven realizou a apresent


- Arquivo Blog Maven
Maven Inventing presente no 10° CBJ da ANJ
A Maven realizou a apresentação do produto MavenApp aos diretores e editores presentes do 10° Congresso Brasileiro de Jornalismo. Veja mais detalhes no site www.mavenapp.com.br

Confira abaixo a repercussão na imprensa especializada do primeiro dia do CBJ (Congresso Brasileiro de Jornais) da ANJ.

Vídeo será a mensagem central dos jornais
A expectativa de Jean-Marie Dru, presidente mundial da TBWA, para 2015, destaca a necessidade de inovação e romper com paradigmas antigos.


Fonte: http://meioemensagem.com.br/home/midia/noticias/2014/08/18/Video-sera-a-mensagem-central-dos-jornais

Em Congresso, ANJ anuncia iniciativas para fortalecer publicações no mercado anunciante

Concentrar informações da audiência de cada jornal, perfil dos leitores, formatos básicos, tabela comercial e o contato direto para a publicação e facilitar a compra de mídia. Fornecer uma rede de sites dos jornais para vender alguns espaços publicitários de forma unificada. As iniciativas, "Market Place" e "Digital Premium", respectivamente, fazem parte das ações da Associação Nacional de Jornais (ANJ) para fortalecer os jornais diante do mercado, e foram apresentadas no 10º Congresso Brasileiro de Jornais.



Fonte: http://www.portalimprensa.com.br/noticias/ultimas_noticias/67549/em+congresso+anj+anuncia+iniciativas+para+fortalecer+publicacoes+no+mercado+anunciante

?Jornais não devem se transformar em empresas de tecnologia?

Primeiro palestrante do 10º Congresso Brasileiro de Jornais (CBJ), que acontece em São Paulo, o presidente mundial da rede da TBWA, Jean-Marie Dru, afirmou que os jornais não devem considerar a hipótese defendida por alguns especialistas em mídia de se transformarem em empresas de tecnologia. "Não, de forma alguma. Jornais são produtores de conteúdo. Vocês têm de utilizar a tecnologia como aliada de vocês, ou seja, como um caminho para gerar disrupções. Mas daí a cogitar uma mudança de setor ou segmento, não", enfatizou o executivo.
Fonte: http://www.coletiva.net/site/noticia_detalhe.php?idNoticia=54844


Comentários

VEJA TAMBÉM...