Comunicação

Quais as tendências do Facebook para 2021?

A principal rede social é capaz de ditar tendências para diferentes áreas e mercados


Devido à pandemia do Coronavírus o comportamento de consumidores e marcas nas redes sociais mudou. Com base nos insights obtidos no ano passado, o Facebook analisou as estratégias que cresceram e que devem seguir acelerando neste ano. Dentre eles estão os anúncios interativos e o conversational commerce.

Para a VP Latam do Facebook, Maren Lau, o destaque fica por conta da aceleração da digitalização de diversos negócios pelo mundo e a adesão de consumidores que nunca haviam feito transações on-line. A plataforma investiu em novos recursos visando a facilitar o comércio, mas ainda precisa melhorar na simplicidade e detalhamento melhor dos produtos e serviços. O aumento do consumo de vídeo, e maior valorização da diversidade e inclusão foram pontos levantados por ela. 

Ainda nos negócios, a tendência mais forte é o social commercelive shopping e  conversational commerce. Com destaque para este último, termo utilizado para falar sobre o comércio eletrônico realizado por vários meios de conversação ao usar tecnologias como: reconhecimento de fala e de alto-falante, processamento de linguagem natural e inteligência artificial. Para tanto, o aplicativo criou as abas de descoberta de produtos, propondo aos usuários mercadorias ou serviços que eles desconheciam e que poderiam querer ou precisar.

Já na área de anúncios, a tendência é para o maior uso de influenciadores digitais, tanto as celebridades quanto os microinfluenciadores, que ajudam a dar autenticidade para a marca. Ao buscar isso, há o recurso de utilizar os grupos e as comunidades formadas nas plataformas.

Além disso, a plataforma está testando novos formatos de monetização, como eventos on-line pagos e conteúdos por pay-wall. Mais de um bilhão de pessoas acessam o Facebook Watch mensalmente, conforme dados da plataforma.

Comments