Tecnologia

Mastercard ganha patente para fazer transações anônimas via Blockchain

A gigante de serviços financeiros passa a ter mais uma opção de transação além do tradicional cartão de crédito.


O Escritório de Marcas e Patentes dos Estados Unidos (USPTO) concedeu diversas patentes referentes ao uso de transações financeiras via blockchain à Mastercard. Uma das patentes permite realizar transações sem necessidade de criptomoedas e de forma anônima.

Essa foi a segunda tentativa da empresa na busca dessas patentes, que está desde 2016 buscando maneiras de implementar a tecnologia nos seus processos.

A patente que mais chama atenção garante operações financeiras sem a utilização do cartão de crédito ou de criptomoedas. Isso significa que torna público apenas dados que já foram criptografados anteriormente. A empresa considera isso um diferencial, pois na compra de um presente com valor significativo, por exemplo, os dados de identificação não estarão disponíveis.

A Mastercard é a segunda grande empresa a permitir transações via blockchain. Recentemente a IBM também anunciou que irá permitir esse tipo de operação, porém é a primeira a transacionar valores sem a utilização de criptomoedas.

Por mais que seja uma grande novidade, esse tipo de operação ainda não estará disponível para operações no dia-a-dia, pois a Mastercard acredita que nem todas empresas estão dispostas a publicar o seu volume de transações diariamente, que é uma característica de uma estrutura baseada em blockchain.

A aquisição dessa patente é icônica, pois a Mastercard possui uma hostilidade declarada à criptomoedas, porém enxerga a tecnologia do blockchain com bons olhos. Agora ela não está medindo esforços para aplicar a tecnologia em suas operações e desassociar o blockchain de uma vez por todas as criptomoedas.

Comentários

VEJA TAMBÉM...