Tecnologia

Netflix e Google juntas em projeto para testes de programação

As duas empresas se juntaram em um projeto aberto que promove testes de programação


As duas empresas se juntaram em um projeto aberto que promove testes de programação

As conhecidas Análises Canário no Brasil (ou canary Analysis) são notificações dadas sobra mudanças nas linhas de programação. O impacto das alterações é imediato, o que se torna muito útil para a realização de testes já que podem ser facilmente revertidas. Ainda mais se forem utilizadas em ambientes continuamente controlados.

As empresas Google e Netflix já utilizavam ferramentas parecidas, mas cada uma com a sua própria. Agora elas se juntaram para lançar o projeto Kayenta, que dá nome a ferramenta criada em parceria pelas duas empresas. A Kayenta é um projeto de código aberto, o que a torna pronta para ser utilizada por mais pessoas.

A ferramenta Kayenta será integrada com o Spinnaker, que é utilizado pela plataforma de streaming para a entrega contínua de conteúdos de desenvolvimento para inúmeras nuvens (sejam elas públicas ou privadas). A ideia é que as duas juntas possam agilizar o processo do lançamento e a adaptação do projeto em diferentes ambientes.

Companhias do mundo inteiro já comemoram o projeto que possibilita que a tecnologia que antes era utilizada apenas por um nicho especializado, seja agora compartilhada entre muitas outras empresas do mercado.

A Google e Netflix levaram cerca de um ano para lançar a Kayenta. E agora em pleno funcionamento o sistema funciona de forma que emita um alerta antecipado para evitar problemas importantes durante a execução de uma atualização, seja em serviço ou estrutura. Enquanto o update é distribuído, a "análise canário" verifica se o novo sistema se comporta como deveria. Essa validação acontece constantemente e evita que algo passe despercebido pelos testes regulares e depois crie problemas em um sistema mais complicado.

Para que possam abrir o código e viabilizar a Kayenta, tanto a Google quanto a Netflix trabalharam para reescrever as partes específicas do serviço de streaming, onde o conjunto crescia de forma orgânica. Isso não significa especificamente um ótimo código, e por isso as empresas levaram um ano limpando o código e tornando-o mais modular para os próximos usuários.

Comentários