Tecnologia

Metrô de SP terá câmeras de reconhecimento facial para vigilância

Edital informa implantação de sistema de monitoração eletrônica no metrô de SP


A Companhia do Metropolitano de São Paulo publicou na última sexta-feira de julho um edital de licitação, no Diário Oficial do Estado, para implantar um novo sistema de monitoração eletrônica por imagem para algumas linhas que operam na cidade de São Paulo.

Segundo o próprio Metrô, no Twitter, o sistema de monitoração eletrônica por câmeras a ser contratado inclui reconhecimento facial, identificação e rastreamento de objetos e detecção de invasão de áreas. O sistema reconhecimento facial tem como objetivo a melhoria e ampliação da segurança operacional do sistema com o aumento do parque de câmeras.

O projeto inclui funções de inteligência, como reconhecimento facial, identificação e rastreamento de objetos e detecção de invasão de áreas. Além disso, será implantado um novo sistema com autonomia para 30 dias de armazenamento de imagens. Atualmente, o monitoramento eletrônico do Metrô SP é feito por câmeras analógicas e outras digitais, nem todas integradas aos centros de controle operacional e de segurança.

Na licitação, o Metrô de SP confirma que vai armazenar as imagens de passageiros por até 30 dias. Contudo, em 2020, a Lei Geral de Proteção de Dados deixa claro como essas informações, que são sensíveis, devem ser tratadas. Sobre isso, o Metrô ainda não fez comentários.

Comments

SEE ALSO ...