Tecnologia

Para estar em conformidade com a Lei de Proteção de Dados Apple desativa funcionalidade de Siri

Apple desativa revisão de voz da Siri para evitar problemas de privacidade


Para evitar transtornos com as Leis de proteção aos dados, que estão entrando em vigor ao redor do mundo, a Apple desativou a revisão de voz da Siri momentaneamente. O recurso servia para coletar amostras da voz dos usuários e enviá-las para análise, com o objetivo de melhorar o reconhecimento dos comandos. No entanto, ele não podia ser desabilitado e funcionava de forma automática, o que fere o princípio da Lei.

No mês de Julho a companhia foi acusada de invadir a privacidade de seus clientes, pois surgiram denúncias de que não apenas as falas de comandos foram captadas, mas também diálogos confidenciais e momentos íntimos.

O Assistente da Google e a Amazon Alexa têm recurso parecido, mas a opção da Amazon avisa o usuário sobre sua existência, assim como permite ser desabilitado. Para evitar um escândalo ainda maior, a Apple voltou atrás e está desativando a gravação da Siri até lançar uma atualização que dê aos usuários a opção de desligá-la. A empresa emitiu um comunicado confirmando a mudança no comportamento da Siri, mas defendeu as práticas atuais. A Apple alega que menos de 1% das gravações é analisado, sendo que nenhuma delas seria associada à conta do usuário, supostamente impedindo a sua identificação por completo.

Comments

SEE ALSO ...