Tecnologia

TCU discute utilização de blockchain em prestações de contas da Ancine.

Tecnologia ajudaria a prevenir possíveis fraudes de documentações para prestação de contas


Pouco a pouco Governos e Instituições Públicas vão compreendendo os benefícios de um sistema com blockchain. O mais recente foi o Tribunal de Contas da União e a Ancine. Na última quinta-feira (05), ocorreu a primeira reunião técnica para estudar a utilização de blockchain para registrar e analisar documentos apresentados na prestação de contas do setor audiovisual.

A reunião que contou com participação de representantes da Ancine, do Ministério da Cultura, especialistas da Fundação Getulio Vargas e membros de organismos sindicais do setor audiovisual foi o início de conversas para a tentativa de inovar na análise de documentações do setor público.

Nas próximas reuniões técnicas serão definidos referenciais tecnológicos e jurídicos para a implementação de blockchain nas prestações de contas da Ancine e do MinC.

A implementação da tecnologia e a busca por sistemas mais atualizados mostra uma porta de entrada para inovações no setor público e um interesse real em aplicações que sejam seguras e atualizadas em relação ao mercado.

Comentários